Novidades
Previous
Next

Novos padrões IFRS sobre sustentabilidade 

O que você precisa saber? 

Em 26 de junho de 2023, o International Sustainability Standards Board (ISSB) emitiu suas primeiras normas de divulgação de sustentabilidade, o que promete inaugurar uma nova era para os relatos corporativos quanto ao tema. 

IFRS S1: Requisitos gerais para divulgação de dados financeiros relacionados à sustentabilidade 

Estabelece os principais conteúdos requeridos para um conjunto completo de divulgações financeiras relacionadas à sustentabilidade e exige que a entidade divulgue informações sobre todos os riscos e oportunidades relacionados à sustentabilidade, que possam provavelmente ser esperados e possam afetar as perspectivas da entidade. Este efeito sobre as perspectivas da entidade refere-se ao seu fluxo de caixa, seu acesso a financiamento ou custo de capital no curto, médio ou longo prazo. 

IFRS S2: Divulgações relacionadas a clima 

Primeira norma baseada em tópicos do ISSB, exige que a entidade informe sua exposição a riscos e oportunidades relacionadas ao clima. 

Com a disponibilização das Normas de Divulgação de Sustentabilidade IFRS aplicáveis globalmente, agora é hora de as entidades se prepararem para sua implementação e a divulgação das informações financeiras relacionadas à sustentabilidade que os investidores e outros participantes do mercado têm solicitado. 

Como muitas entidades descobriram ao implementar novas Normas de Contabilidade IFRS nos últimos anos, a implementação bem-sucedida de novas Normas geralmente requer um envolvimento precoce e total das partes interessadas internas, para desenvolver ou atualizar seus dados, sistemas e capacidades de processo, a fim de cumprir com os novos requisitos. A comunicação regular com stakeholders externos também é fundamental e ajudará as entidades a entender e avaliar melhor as novas informações que serão relatadas. 

A implementação de novos requisitos pode trazer desafios de curto prazo, mas também benefícios de longo prazo para a entidade e os usuários de seus relatórios financeiros, como uma melhor compreensão dos direitos e obrigações da entidade e seus riscos e oportunidades. Da mesma forma, embora esperemos que a implementação das IFRS Sustainability Disclosure Standards seja uma jornada significativa para muitas entidades, estas devem considerar os benefícios que os mercados de capitais obterão das informações financeiras relacionadas à sustentabilidade que são divulgadas de acordo com uma linha de base global e, consequentemente, devem reduzir seus custos de capital. 

No Brasil, há o Comitê Brasileiro de Pronunciamentos de Sustentabilidade – CBPS, que ficará a cargo de sua tradução e consulta pública, após a qual se espera a versão final adequada às normas para a realidade brasileira. 

A CVM, igualmente, tem demonstrado um alinhamento global por mais regulamentação sobre a informação de sustentabilidade, conforme exemplo recente da Resolução CVM 59, e a expectativa é que as normas IFRS possam ser adotadas ou, de alguma forma, influenciar sua regulação. 
 

Saiba mais em Novos padrões IFRS sobre sustentabilidade | EY Brasil 

Por Leonardo Dutra, Sócio Líder de serviços na área de Mudanças Climáticas e Sustentabilidade da EY para o Brasil e Ana Luci Grizzi, Sócia da EY Brasil para Climate Change and Sustainability Services 

Ana Luci Grizzi, Sócia da EY Brasil para Climate Change and Sustainability Services da EY
Leonardo Dutra, sócio Líder de serviços na área de Mudanças Climáticas e Sustentabilidade da EY para o Brasil 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.