Novidades
Previous
Next

O velho caso das ovelhas na era da inteligência artificial 

Era uma vez um pastor e suas ovelhas a beira da estrada. Então veio passando uma caminhonete último modelo, reluzente e um rapaz, usando terno bem cortado, sapato caro, relógio caro, e o rapaz diz para o pastor. 

Se eu adivinhar quantas ovelhas você tem aí, você me dá uma? 

O pastor disse, sim! 

O rapaz abriu a porta do carro, desceu com um drone, plugou o smartphone, abriu um laptop, e começou a escanear as imagens, rodar um aplicativo com inteligência artificial, baixou uma planilha, abriu uma tela extra e disse: 

O senhor tem 1.343 ovelhas aí no pasto. 

O pastor respondeu, sim, o senhor acertou, pode pegar sua ovelha. 

O rapaz foi lá, pegou a ovelha. 

Então, o pastor disse, se eu acertar sua profissão, você devolve a minha ovelha? 

O rapaz disse, sim, combinado. 

E o pastor disse, você é consultor. 

E como você adivinhou, disse o rapaz? 

Foi fácil, declarou o pastor. Primeiro porque o senhor veio aqui sem ser chamado, segundo, me cobrou uma ovelha para dizer o que eu já sabia e terceiro, porque não entende nada do meu negócio, pois acabou de pegar o meu cachorro o Peludão… 

Há uma frase atribuída a Albert Einstein que diz: “Quanto maior o conhecimento, menor o ego. Quanto maior o ego, menor o conhecimento”.  

Observo certos consultores por aí que entendem tudo de dados, mas nada de pessoas, de sentimentos, de uma simples conversa, onde muita informação importante é produzida. 

Essa história das ovelhas é bem antiga, me lembro de um professor contando-a quando eu estava na graduação, isso ainda no século passado. Aqui eu só a atualizei, incluí drone, smartphone, aplicativo e inteligência artificial, que na época que a ouvi, não faziam parte da nossa realidade. 

Mas a moral da história continua sendo a mesma, o avanço tecnológico a ciência de dados, pode nos dizer “o quê”. A ciência de dados é importante porque gera hipóteses a serem testadas que ajudam a explicar ou alterar os padrões do comportamento observado, mas é a ciência comportamental que vai dizer “o porquê” as coisas acontecem e o que significam, descrever os padrões, os comportamentais e seus relacionamentos, algo que nós humanos não devemos terceirizar às máquinas, mesmo que elas aprendam. 

……………………………………………………………………. 

Se você tem um causo inusitado, engraçado ou curioso envolvendo o mundo corporativo para contar, envie para esta coluna pelo e-mail comunicacao@anefac.org.br, que nosso lorde está pronto para escrachar. Mas pode ficar tranquilo, como todo lorde que se preze, Lord Excrachá é discreto. (Importante: as identidades dos colaboradores desta coluna não serão divulgadas.) 

……………………………………………………………………. 

Lord Excrachá é uma criação de Emerson W. Dias, vice-presidente de Capital Humano da ANEFAC e fundador do portal e da série de livros O Inédito Viável. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.