Novidades
Previous
Next

Indígenas, meteorologia e a democracia

Uma anedota sobre um jovem indígena que não sabia prever o tempo

Os indígenas perguntaram ao novo chefe da aldeia se o inverno seria suave ou rigoroso.

O chefe não havia aprendido as técnicas de seus ancestrais, e não querendo mostrar fraqueza, disse aos demais que recolhessem lenha. Todavia, ele conhecia as novidades do mundo tecnológico e, então, telefonou para o serviço meteorológico (SM) da cidade para perguntar sobre a previsão para o inverno.

– “Parece que será rigoroso, sim”, respondeu o também jovem trabalhador do SM.

Com mais confiança, o chefe indígena mandou seu povo recolher mais lenha. E, para garantir que não estava errado, passou as semanas seguintes falando com o SM e sempre ouvia a mesma confirmação de um inverno rigoroso.

Depois de dez semanas repetindo o procedimento e vendo que o tempo não mudava, o chefe, receoso, ligou novamente para o atendente do SM e o indagou:

– “Você tem certeza de que será mesmo rigoroso?”

– “Será o inverno mais rigoroso que já se viu nesta cidade, meu senhor”, respondeu o SM.

– “E por que tem tanta certeza assim?”, perguntou o chefe.

– “Porque os indígenas estão recolhendo lenha todas as semanas como nunca vi antes”, disse o rapaz.

Em tempos de polarização política e tanta mentira disseminada, que tenhamos lucidez para discernir fatos de boatos, e principalmente, que não criemos expectativas falsas a partir de histórias e palavras sem fundamento algum.

Esta história é contada no meu novo livro: Finanças comportamentais, desejos, tentações e felicidade pela editora Intersaberes.

Lá a utilizo em um outro contexto, mas para o momento político atual, acredito que também serve para este fim.

Que viva a democracia, afinal, ela é a pior forma de governo, com exceção de todas as outras que já foram tentadas.


……………………………………………………………………. 

Se você tem um causo inusitado, engraçado ou curioso envolvendo o mundo corporativo para contar, envie para esta coluna pelo e-mail comunicacao@anefac.org.br, que nosso lorde está pronto para escrachar. Mas pode ficar tranquilo, como todo lorde que se preze, Lord Excrachá é discreto. (Importante: as identidades dos colaboradores desta coluna não serão divulgadas.) 

……………………………………………………………………. 

Lord Excrachá é uma criação de Emerson W. Dias, vice-presidente de Capital Humano da ANEFAC e fundador do portal e da série de livros O Inédito Viável. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.