Novidades
Previous
Next

Eletrobras: As demonstrações financeiras devem trazer o momento atual de uma empresa 

Marcos Lopes, diretor de Contabilidade e Tributário da Eletrobras, afirma que receber o Troféu Transparência novamente é um reconhecimento dos esforços contínuos da empresa em manter padrões elevados de ética e governança. Isso é especialmente crucial para uma corporation sem acionista controlador, o que eleva significativamente a necessidade de transparência e retorno aos acionistas. 

Na era da responsabilidade, Lopes destaca que a transparência é fundamental, pois permite que a empresa construa confiança e consiga prestar contas com seus stakeholders, incluindo investidores, reguladores e demais partes interessadas, além de fortalecer a credibilidade da empresa. 

Sobre as demonstrações financeiras de 2022, a Eletrobras manteve seu compromisso de atender aos requisitos regulatórios de divulgação, mas com um enfoque especial no usuário da informação financeira. “Nosso desafio é conciliar as normas técnicas com uma linguagem acessível e simples para quem não é especialista na área”, explica Lopes. 

O ano de 2022 foi marcante para a empresa, especialmente com a capitalização da desestatização que resultou na pulverização do controle da Eletrobras e sua transformação em uma corporation. “O desafio foi refletir todo esse momento nas informações financeiras da companhia”, admite Lopes. 

Para 2023 e 2024, os planos da Eletrobras incluem a melhoria contínua na prestação de informações, abordando os desafios e regulamentações relacionadas ao ESG (Environmental, Social, and Governance), mantendo a excelência em Governança Corporativa. “Priorizamos atender às necessidades do público que utiliza nossas informações, garantindo transparência e ética em todas as nossas operações”, conclui Marcos Lopes. 

Marcos Lopes, diretor de Contabilidade e Tributário da Eletrobras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.