Novidades
Previous
Next

Pelo 5º ano, ANEFAC realiza Projeto Solidário: “IR para Todos”

Mais de 1 mil alunos já foram treinados e milhares de pessoas impactadas

Realizado pela ANEFAC desde 2017, o Projeto Solidário “IR para Todos” é destinado a desenvolver o treinamento de alunos da área contábil sobre as regras, o preenchimento e a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O objetivo, de acordo com Antonio Correa, diretor de normas contábeis da ANEFAC e consultor financeiro, é qualificar os estudantes para que eles possam, num primeiro momento, analisar os documentos fiscais da comunidade que estão inseridos e num segundo, elaborar a declaração que deve ser entregue até o dia 29 de abril de 2022.

O projeto acontece em parceria com a Universidade Paulista (UNIP) e já formou mais de 1 mil estudantes. Só em 2019, última apresentação presencial, foram impactados aproximadamente 400. Neste ano, a atividade aconteceu de forma on-line e aberta a alunos de instituições de ensino de todo o Brasil.

A declaração é feita por um aluno, conferida por outro e checada por um professor. Entre os benefícios, para a ANEFAC, enquanto entidade, está em promover seu papel ético reforçando sua bandeira de Educação Financeira perante à sociedade, além de estar em contato com o futuro profissional contábil e incentivar a educação continuada.

Para os alunos, agrega conhecimento, proporciona uma experiência única de trabalho voluntário e o insere na profissão contábil com a prestação desse serviço. Os estudantes são colocados, em muitos casos, pela primeira vez, numa situação profissional e de responsabilidade. Bem como em contato com o trabalho em grupo e o atendimento ao público, pontos importantes para o seu desenvolvimento.

E para as comunidades locais atendidas que passam a receber uma assistência de qualidade no que diz respeito ao IR, grupo de contribuintes que muitas vezes não teriam condição de contratar um profissional para elaborar a sua declaração.

Gerson Begas Grecco, sócio da Provizi Contabilidade Global, que conduz o conteúdo, considera esse projeto importante por causa da sua função social de atender pessoas com mais dificuldades em contratar esse tipo de serviço, a conscientização da “educação tributária”, além de os alunos receberam uma orientação valiosa sobre tributação da pessoa física que será útil para a sua carreira.

A ideia do treinamento é prover informações para que os estudantes possam elaborar as declarações menos complexas, pois a responsabilidade é relativamente grande. Já para as mais complexas, o contribuinte deve contar com a orientação de um profissional experiente ou um escritório contábil.

A ideia, segundo Correa, é o preenchimento dos principais pontos, como os rendimentos tributáveis, isentos e os exclusivos na fonte, como o fornecimento dos recibos de pagamentos dedutíveis como despesas hospitalares, planos de saúde, laboratórios e despesas com educação. Além do devido detalhamento em relação aos bens e as dívidas do contribuinte. Por último, é sugerido uma análise do fluxo de caixa do respectivo ano e as possíveis orientações para o próximo ano.

De acordo com Grecco, em 2022, os pontos de atenção são os conceitos sobre tributação de PF, orientações gerais sobre o preenchimento dos principais quadros da declaração, cálculo do imposto e situações comuns. Além da revisão de classificação dos bens e mais informações sobre dependentes.

“Os alunos se envolvem positivamente e nos dão esse retorno. Tributação de Pessoa Física fica de fora do conteúdo do curso na faculdade, e eles reconhecem aí a oportunidade de aprender e poder prestar esse serviço, gratuitamente para amigos e parentes, ou também serem remunerados por isso. Além de tudo, se sentem orgulhosos por participarem de um projeto com importância social desse porte. Considero que essa consciência social é muito relevante na idade deles”, finaliza Grecco.

Antonio Correa, diretor da ANEFAC e consultor financeiro
Gerson Begas Grecco, sócio da Provizi