Novidades
Previous
Next

Fortalecendo a governança: ANEFAC reformula seu Conselho de Administração 

Com o intuito de modernizar e aprimorar suas boas práticas de governança corporativa, em consonância com as diretrizes do planejamento estratégico, a ANEFAC realizou uma Assembleia Geral Extraordinária para reformular as normas estatutárias referentes à eleição e ao escopo de seu Conselho de Administração no início deste ano. 

Até então, o colegiado era composto integralmente por ex-presidentes da entidade, totalizando 14 conselheiros. A partir de 2023, o grupo será composto por, no mínimo, cinco e, no máximo, sete membros, sempre em número ímpar, exclusivamente por ex-presidentes da Associação que tenham cumprido seus mandatos. A composição será determinada pela quantidade total, incluindo os dois ou três últimos presidentes nacionais e três ou quatro ex-presidentes eleitos pelo Colegiado de Ex-Presidentes. A presidência será ocupada pelo membro com o mandato mais antigo, que terá o voto minerva, e será alterada a cada dois anos. 

O Conselho de Administração da ANEFAC tem como finalidade auxiliar a Diretoria Executiva, fornecendo suporte e orientação. “Estamos empolgados com o caminho que trilhamos e confiantes de que, juntos, podemos conquistar novos patamares de sucesso e prosperidade para a ANEFAC e todos os seus membros. Com uma governança sólida, um planejamento estratégico bem fundamentado e um foco determinado em nossos objetivos, temos a certeza de que continuaremos a crescer e fazer a diferença em nosso setor e na sociedade como um todo. A reformulação do nosso Conselho só reforça isso”, pontuou Bolí Rosales, COO da entidade. 

Os conselheiros eleitos para o mandato de 2023-2024 são: Gennaro Oddone (presidente), Marta Pelucio, Edmir Lopes de Carvalho, Miton Toledo, Antonio Carlos Machado, Rubens Lopes e Andrew Frank Storfer. Assumindo a presidência, Oddone explica que, com o firme propósito de alcançar uma governança mais eficiente e alinhada com as melhores práticas, a entidade empreendeu essa importante reformulação em seu conselho. “Reduzimos seu tamanho para 7 membros, composto pelos três últimos presidentes, que trazem consigo a experiência e visão estratégica de seus mandatos, e mais 4 membros eleitos por meio de votação conduzida pelo Comitê de ex-presidentes. Acreditamos que essa mudança trará mais agilidade e estreita conexão com a entidade, permitindo uma tomada de decisão mais ágil e assertiva.” 

É importante lembrar que, no início deste ano, a ANEFAC dedicou-se com afinco à elaboração de um novo e sólido planejamento estratégico. Oddone conta que a missão é assegurar a plena implantação desse plano, o que envolve oferecer suporte contínuo ao presidente e à diretoria da ANEFAC. “Acreditamos que, ao adotar essa abordagem estratégica, estaremos melhor preparados para enfrentar os desafios que possam surgir ao longo de nossa jornada.” 

Em consonância com sua visão de futuro, Oddone comenta que o foco estratégico abrange três pilares fundamentais: 

A) Ampliar e fortalecer a base de associados, consolidando a representatividade e aumentando a capacidade de impacto positivo nas áreas de atuação da ANEFAC. 

B) Priorizar a excelência na entrega de uma experiência excepcional para os associados e parceiros, visando fortalecer os laços de confiança e fidelidade com a comunidade. 

C) Inovar e desenvolver produtos e serviços alinhados aos desafios dos novos tempos, onde as transformações e avanços tecnológicos exigem uma adaptação constante. 

Até então, a presidência do Conselho de Administração era ocupada por Antonio Carlos Machado, que ao se despedir, destacou que o período em que atuou como Presidente do Conselho de Administração da ANEFAC foi muito gratificante. “O conselho era composto por ex-presidentes de nossa associação e trabalhar com eles, com a experiência deles, foi um aprendizado constante. Todos muito competentes e com histórico profissional invejável.” 

Como Presidente do colegiado, Machado explica que sua função foi a de colaborar na organização dos trabalhos que renderam muitos frutos. “Citaria dois deles muito importantes. O primeiro foi a revisão do planejamento estratégico da ANEFAC. E o segundo, a renovação de nosso estatuto, aprimorando os aspectos de governança de nossa instituição. Teremos agora um novo modelo de conselho, eleito pelo colegiado de ex-presidentes, que certamente impulsionará a implementação do planejamento estratégico para os próximos anos da ANEFAC. Estamos no caminho certo para o crescimento de nossa Associação.” 

Desde 1968, a ANEFAC contribui para o desempenho sustentável e influencia os agentes da sociedade no sentido de mais transparência, ética e responsabilidade. Dessa forma, promove cursos, palestras, fóruns, congresso anual e networking entre profissionais, além de produzir publicações e pesquisas. 

Gennaro Oddone, Andrew Storfer, Antonio Carlos Machado,
Edmir Lopes de Carvalho, Marta Pelucio e Milton Toledo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.