Novidades
Previous
Next

AES: Momento é de transformações na governança corporativa, na estrutura organizacional e no papel das empresas na sociedade 

Receber o Troféu Transparência 2023 pelo oitavo ano consecutivo, em um momento tão relevante do mercado, é motivo de grande orgulho para a AES Brasil. Segundo Pedro Vitagliano, diretor de controladoria da empresa, fazer parte desse seleto grupo de empresas premiadas é um indicativo de que estão trilhando o caminho correto ao agir de forma responsável em relação à integridade das informações financeiras, perante investidores, acionistas, clientes e demais stakeholders

Atualmente, a transparência desempenha um papel fundamental no sucesso de qualquer empresa que busca estabelecer relacionamentos comerciais sólidos e duradouros. Empresas que conduzem seus negócios com transparência têm maior capacidade de atrair investidores e capital para financiar suas operações, expandir seus negócios e realizar investimentos estratégicos. Nesse contexto, Vitagliano enfatiza a importância de prestar contas de forma íntegra e eficiente aos usuários de informações contábeis. 

A transparência é um pilar essencial para a AES Brasil, e o reconhecimento pelo Troféu Transparência 2023 reforça o compromisso da empresa em acelerar o futuro da energia por meio do aperfeiçoamento, evolução e inovação. 

Estamos vivendo um período de transformações na governança corporativa, na estrutura organizacional e no papel das empresas na sociedade. O modelo e a forma de atuação no mercado estão em pauta e isso amplia a importância de a AES ser cada vez mais transparente e responsável junto aos nossos stakeholders. Além das questões financeiras, Vitagliano destaca a crescente necessidade das empresas de assumirem responsabilidades em relação às questões sociais, com impacto na vida das pessoas e nas comunidades onde estão inseridas. “Sempre que uma empresa age de forma transparente em relação às suas finanças, demonstra seu comprometimento com a honestidade e a integridade”, ressalta. 

Informações financeiras confiáveis são fundamentais para que acionistas e investidores avaliem o desempenho passado e tomem decisões assertivas sobre o futuro da AES. Nesse contexto, empresas que operam com base em princípios de transparência e responsabilidade perante a sociedade e o meio ambiente têm maior facilidade em atrair investimentos para financiar suas operações e expandir seus negócios. 

É importante ressaltar que a transparência vai além da simples divulgação de informações. Na visão de Vitagliano, ela envolve a adoção de um processo sólido de boas práticas de governança corporativa, incluindo políticas e procedimentos claros, a elaboração de relatórios financeiros úteis e relevantes em conformidade com os princípios e normas contábeis, a criação de comitês e a obtenção de certificações que assegurem processos seguros, em conformidade com as leis nacionais e internacionais vigentes. 

Em 2023, a companhia manteve o foco na melhoria contínua de seus processos internos e conseguiu implementar importantes mudanças na automação da elaboração, controle e revisão das demonstrações financeiras. A criação de um centro de excelência digital visa manter a AES na vanguarda da inteligência artificial e das novas ferramentas digitais, criando oportunidades e melhorias significativas na eficiência. 

Paralelamente, a empresa está se preparando para incorporar em seus relatórios a Agenda ESG (Ambiental, Social e de Governança Corporativa), que orienta estrategicamente a atuação nos pilares Ambiental, Social e de Governança Corporativa. Isso se tornou um ponto de destaque, especialmente no que diz respeito à forma como a empresa trabalha e divulga suas informações. 

Neste ano, ocorreram duas importantes atualizações normativas nesse tema, com a publicação, em junho de 2023, dos novos IFRS (International Financial Reporting Standards) das categorias S1 (para divulgação de dados financeiros relacionados à Sustentabilidade) e S2 (de divulgações relacionadas a assuntos do Clima) pela ISSB (International Sustainability Standards Board). Vitagliano enfatiza a importância de as empresas se prepararem para atender a essas normativas, começando pela avaliação do nível de maturidade das informações existentes e pelo esforço necessário para o devido cumprimento das regulamentações. 

A AES Brasil é pioneira em várias questões relacionadas a esse tema, além de receber reconhecimentos ao longo do tempo, como o Troféu Transparência. A empresa possui um compromisso amplamente divulgado de longo prazo alinhado com os seis Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela ONU. 

Dessa forma, a AES Brasil reforça seu compromisso em relação às mudanças climáticas, à diversidade, à equidade e à inclusão, à ética e à transparência, cujos impactos estarão cada vez mais presentes e evidentes em suas demonstrações financeiras. 

A AES Brasil trabalha intensamente em sua estratégia de crescimento e diversificação do portfólio, com foco principal no desenvolvimento de projetos que aprimoram a eficiência e a confiabilidade do sistema de energia elétrica brasileiro. No que diz respeito aos empreendimentos, o portfólio de ativos já é composto por fontes 100% renováveis, que somam uma capacidade instalada contratada de 5,2 GW, incluindo 2,7 GW de fontes hídricas, 2,2 GW de energia eólica e outros 0,3 GW de energia solar. Além disso, a empresa planeja ampliar a geração de energia a partir de fontes eólicas e solares nos próximos anos, com novos projetos em negociação que podem adicionar até 1,7 GW de capacidade instalada. A companhia também está na fase final de construção de dois complexos eólicos 100% operados por mulheres, que somam 1 GW (já incluídos nos 5,2 GW do portfólio). 

No campo da comercialização de energia, a empresa, com quase 25 anos de atuação no Brasil, se declara pronta para oferecer soluções que atendam às necessidades específicas de cada cliente e segmento. “Isso se traduz, por exemplo, na elaboração de estratégias de contratação de longo prazo em novos projetos eólicos, combinadas com comercializações de curto e médio prazo em energia hídrica. A companhia está preparada para oferecer soluções personalizadas e com o compromisso de ser a melhor escolha do cliente no mercado livre com resiliência, competitividade e responsabilidade”, finaliza Vitagliano.         

Pedro Vitagliano, diretor de controladoria da AES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.